Weekly Freaky - Semana 19 (especial a cappella)

    Essa edição especial da nossa playlist deve-se a última Freaky Trends, que foi sobre Pentatonix - um grupo que canta apenas músicas a cappella. É daí que surgiu a ideia de fazer uma playlist só com músicas a cappella. Apenas amor, aproveitem!

Empire - Shakira (Alexandre)
Escolhi essa música porque estou oficialmente casado com ela. É uma das melhores do ano, sem contar nos vocais da Shakira. Infelizmente não tem nenhuma versão oficial, só achei essa de estúdio, feito por um fã, mas enfim, com esse vozeirão né?


Somebody That I Used To Know, de Gotye - Matthias Harris (Camila)
Que foi difícil escolher só uma faixa pra colocar aqui, foi. Acabei com essa porque acho muito amor e mostra exatamente o que é o a cappella!


Mashup de Just The Way You Are, de Bruno Mars, e Just a Dream, de Nelly - Elenco de Pitch Perfect (Carol)
Eu adoro as músicas desse filme e essa versão é uma das minhas favoritas ever. Todas as meninas são umas fofas e essa é a minha faixa favorita do filme.

\

Dark Horse, de Katy Perry - Sam Tsui e Peter Hollens (Paula)
Definitivamente não entendo como conseguem ter tanto ritmo e deixar isso tão legal! Essa é uma versão da música na voz de dois homens, o que por si só já dá uma roupagem completamente difefente, sendo a cappella então ficou mais inusitado ainda. Não deixe de conferir e cantar com eles.


Under Pressure, de Queen e David Bowie - Rajaton (Paulo)
Adoro esses grupos de acapella e esse deu um show de vozes!


We Can't Stop, de Miley Cyrus - Jimmy Fallon, Miley Cyrus & The Roots (Rodrigo)
Convidada do programa "Late Night With Jimmy Fallon", Miley gravou um vídeo com o apresentador e a banda The Roots, resultando em uma versão bem gostosa de "We Can't Stop", onde os músicos fazem o backing vocal e as batidas com a boca, enquanto Miley segue interpretando os versos.


Someone Like You, de The Summer Set - Lehigh's Off the Record (Thaisy)
Quando vi esse grupo fazendo capella de uma das minhas músicas preferidas de The Summer Set, quase morro de amores, o mundo tem que ouvir isso!

Freaky Trends: Pentatonix

    Resolvi finalmente apresentar a vocês um dos grupos mais amores do mundo, o Pentatonix. A probabilidade de você já ter ouvido falar deles é grande, já que vários de seus vídeos rodaram a internet.
    Resumindo a história: PTX começou com apenas três pessoas, Kirstie Maldonado, Mitch Grassi e Scott Hoying, que eram amigos de infância. Eles performaram "Telephone", da Lady Gaga, em um concurso no qual o(s) ganhador(es) conheceria(m) o elenco de Glee. O trio não ganhou mas mesmo assim chamou a atenção com seu vídeo no Youtube, e começaram a fazer pequenas apresentações. Depois de um tempo, cada um seguiu seu caminho. Entretanto, anos depois, Scott convidou seus dois amigos, junto de Avriel Kaplan para se apresentarem juntos na terceira temporada do programa "The Sing-Off", da NBC. Descobriram Kevin Olusola, que já era famoso por misturar violoncelo com beatbox - uma proeza chamada celloboxing (saca o nível do cara!), pelo Youtube e também o convidaram a integrar a equipe. Eles se conheceram UM DIA antes da apresentação e ainda assim sua performance foi um sucesso. Foram os grandes vencedores da temporada, arrematando US$ 200.000 e um contrato de gravação com a Sony Music.

Personagens de gênero trocado

    Ah, como eu amo a internet! Uma artista, conhecida por Sakimichan, desenhou alguns de nossos personagens favoritos. Até aí, nada demais, certo? Errado! A sua grande ideia foi trocar os gêneros de tais personagens. Confira abaixo!

Freaky Recaps: Reign - Liege Lord (1x17)

   Durantes os últimos episódios o rei Henry vem apresentando alguns sinais de anormalidade; um de seus últimos feitos no episódio anterior foi a armação de um casamento baseado em nada entre seu filho Bash e a dama de Mary, Kenna. De grande importância, um casamento não pode simplesmente ser desfeito, é aí que apesar das divergências entre os dois, o casal aos poucos vai buscando se adaptar. Há um tempo atrás não imaginaria os dois juntos, mas confesso que têm tudo para dar certo, ainda mais depois do rapaz ter dito que sempre a defenderá. Levando em consideração o estado de sanidade questionável do rei e a sua relação com ele, uma proteção será bem vinda à Kenna.
   Falando em casamento, é só uma questão de tempo para que o segredo de Lola não venha à tona caso não arranje um noivo o mais rápido possível. É aí que entra Julien, e durante uma confraternização Lola tenta de certo modo chamar a sua atenção. Ele lhe explica que suas duas últimas esposas morreram no parto, logo não tem a intenção de ter filhos, o que pega a garota de surpresa, e para completar ele vem com o pedido de casamento. Lola aceita o pedido, mas passa um tempo e ela conta a verdade a respeito da gravidez. Levando em consideração que Julien largou Greer por ter pego ela com um servo, é um tanto questionável o fato dele ter aceitado Lola carregar um filho de outro.
   A vida de Mary é cheia de reviravoltas, agora a garota descobre em seu contrato de casamento uma cláusula secreta que foi adicionada por sua mãe e Catherine, envolvendo a traição da aliança. Determinada, junto com Francis ela tenta convencer o povo da Escócia a renunciar sua mãe. E assim Mary prova ser uma verdadeira rainha ao se dirigir ao seu povo. Só que como nada é tão simples, sabendo que Mary sabe a respeito da cláusula, Catherine envia seus homens para atacar os da Escócia. Ao chegar nos ouvidos de Mary, ela vai tirar satisfação com Catherine (com direito a um tapa na cara), mas acaba ficando sem reação perante as palavras de Cath. Não demora muito e a garota volta com um triunfo nas mãos, logo ela se impõe sobre a rainha e a faz queimar o contrato.
   Fique a seguir com a promo de "No Exit", próximo episódio de Reign:

Freaky Recaps: Grey's Anatomy - I'm Winning (10x19)

    É como nossa pensadora contemporânea diz: "Keep calm and deixa de recalque"
    Esse foi basicamente um episódio para celebrar Cristina Yang e o recalque que vem com o sucesso. O que aconteceu foi que Yang foi indicada para o Harper's Award, o que deixou todo mundo meio abitolado, por assim dizer.
    O mundo não poderia estar mais orgulhoso, ainda mais depois daquele episódio em que ela sonhava em receber o prêmio depois de ter mudado a história da medicina com sua técnica inovadora. Vou confessar que até eu que super torço para Cristina sambar na cara de todos da série e sair por cima como sempre fiquei irritadinha com toda aquela bajulação pro lado dela.
    É por isso que nem recriminei Bailey quando ela ficou de recalque, escondida em sua salinha de pesquisa de genes. Mas foi linda a cena em que ela vai até Yang e dá um vrá na cara dela, mostrando que todos podem estar bajulando-a, mas com Bailey é diferente, para ela, Yang é só mais uma companheira de trabalho que ela influenciou no início.
    Amei que eles estão incluindo o enredo de April e Jackson, mostrando a adaptação deles no início do casamento. Estou amando muito esses dois <3.
    Acho que Recalque deveria ser o nome do episódio. Depois da cena da Bailey, veio Karev, que ficou de recalque quando viu Jackson puxando o cartão sem titubear para alugar o avião que iria trazer o equipamento certo para a operação de Cristina. Não sei muito bem onde isso vai levar, mas sei que torço muito para que ele consiga vencer na vida, porque ele merece mais que todos ali <3
    O recalque também ficou grudadinho em Meredith, que pensou ter escondido bem durante todo o dia, mas não deu muito certo com o Derek né? Achei lindo como só ele pode perceber que ela está se corroendo por dentro por Cristina ter sido indicada e ela não.
    A história dos internos sempre muito boring, Shane ficou sendo o 'escravinho' de Steph o quanto pode e depois fugiu do serviço. Heather ficou encarregada de cuidar da criança que apareceu no útimo episódio, a da casa bolha. Enquanto o garotinho que Cristina estava cuidando, estava sendo observado por Karev.
    Hunt e Cristina só ficaram juntos no final do episódio, onde eu pude lembrar como eram boas aquelas cenas deles no início do romance e ele era traumático no começo. Estou aproveitando todas as cenas Crowen porque estão no fim #chorosa.
    Então Callie e Arizona vão ter um bebê. Alguém tem que dizer a elas que elas estão querendo ter um bebê, mas vivem brigando. Cadê a lógica minha gente? Estou vacinada contra Calzona, chega de viver.
    Sobre o próximo episódio: Estou achando ofensivo essa briga entre April e Jackson! Acabaram de casar, não me matem desse jeito, por favor!

Disney + The Walking Dead?

    Que o seriado The Walking Dead é um sucesso você já sabia. O fato de nós amarmos os personagens da Disney você também sabia. Mas será que você sabia que na internet existem várias criações que misturam esses dois mundos?
    É muito comum pegarem personagens de seriados/filmes famosos e mostrar como eles seriam se tal história tivesse sido lançada pela Disney ou pela Pixar. É claro que TWD não ficaria de fora dessa! Areli (mirandaareli, no DevianArt) teve criatividade o suficiente pra transpôr essa ideia em imagens, que você podem conferir abaixo. Para saber quem é quem na visão da artista, basta clicar nas imagens abaixo e você será redirecionado para a página da imagem no DevianArt, onde ela listou cada um dos personagens da Disney e de TWD apresentados.

Freaky Recaps: The Voice US - The Battles, Round 2 (6x12)

    O episódio que mostrou duas burrices da Shakira de uma vez só começou. Ainda estou meio triste com tudo desse episódio, sem paciência para a senhorita eu-grito-mais-do-que-você (aka Sisaundra) e irritada com esses steal no sense dos coaches. Não tenho paciência não, Brasil. Mas vamos às batalhas, né.

Team Blake: Sisaundra Lewis x Biff Gore – It’s a Man’s Man’s Man’s World (James Brown)
É claro que essa música exige certo drama de quem for interpretar e eu sabia que a Sisaundra faria muito drama, mas me espantei com o Biff dramatizando também e com ela exagerando. Ela alcança notas altas, ela controla bem a sua voz, mas ô mulher exagerada. A época das divas já passou, amiga.

Team Shakira: Ddendyl x Deja HallSay Something (A Great Big World & Christina Aguilera)
O que foi a apresentação da Ddendyl? Ela não me deixou escrever, virar, fazer nada. O timbre dela é maravilhoso, a voz dela é muito doce e ela se conectou com a música de forma que não consigo acreditar que a Shakira não a escolheu. A Deja é muito novinha e não conseguiu transmitir o que a música pediu. Parem de puxar o saco dela. Acho que é tudo culpa daqueles olhinhos dela de pobrezinha. Já pode sair ali pela porta à direita, querida.

Team Usher: Morgan Wallen x Stevie JoStory of My Life (One Direction)
Quando, lá no The X Factor, músicas do One Direction eram dadas para bons cantores, eu aceitava, porque eu sabia que era coisa do tio Simon, mas no The Voice? Enfim, os dois fizeram o que deu com a música que tinham nas mãos e Stevie foi melhor em grande parte da música. Ele é consistente, tem um ótimo timbre; Morgan nem tanto. Ele teve um minuto ou dois de boa apresentação, mas ainda prefiro o Stevie, por conta das apresentações anteriores.

Team Shakira: Kristen Merlin x Emily B. – I Can Love You Better (Dixie Chicks)
Essa batalha não foi ao ar, mas eu ainda não consigo aceitá-la, já que a Kristen não deveria ter passado da primeira batalha e a Emily era muito superior a ela. Enfim, a vida é injusta.

    Os times que irão para os playoffs, por enquanto, estão assim:
Team Adam - Christina Grimmie, Delvin Choice e Morgan Wallen
Team Usher - TJ Wilkins, Josh Kaufman e Stevie Jo
Team Blake - Jake Worthington, Audra McLaughlin e Sisaundra Lewis
Team Shakira - Patrick Thomson, Tess Boyer, Deja Hall e Kristen Merlin
    Mais um episódio foi ao ar nos EUA essa semana, mas como eu acompanho pela Sony, só verei na próxima segunda. Já vi alguns spoilers e não sei bem o que pensar. A temporada passada do programa foi muito mais animadora e espero que alguém decente vença, para a sétima valer mais a pena. Enfim, até a próxima.